Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há Em Nós Qualquer Coisa

Vidas de 400 palavras.

Há Em Nós Qualquer Coisa

Vidas de 400 palavras.

Inspira. E expira.

Inspira. Absorve o bom que deste mundo extrais, e torna-o teu. Complementa-te. Cresce. Sê melhor. O teu sistema respiratório irá deixar de fora tudo o que te preocupa, que te tira o sono. Dinheiro. Família. Sociedade. Emprego. Concentra nesta golfada de ar absorvida toda a pureza que podemos retirar da vida. 

Expira. Tudo tem que sair cá para fora. Longo e pesado, tudo o que emanas: as más vibrações, os sentimentos de culpa, as injustiças ignoradas, os pecados cometidos. Rejubila com a leveza de espírito proporcionada com este simples gesto.

Vamos outra vez?

Inspira. De forma uniforme e prolongada, captando agora como se fosses sol todos aqueles momentos que te fizeram e fazem feliz. Aquele dia especial, do nascimento, da conclusão de uma etapa, da simples convivência com aqueles que já não estão contigo. Prende essa inspiração, como se te agarrasses a uma vida perfeita que já viveste.

Expira. De forma rápida, para expelir a negatividade que se encontrava alojada nos teus orgãos, na tua carne, na tua essência, até. Aquela pessoa querida que faleceu, o reboliço da vida, as frustrações acumuladas. Alivia esse peso. Contempla as preocupações agora exteriores a ti. Já não te pertencem.

Dizem que respiramos vinte mil vezes por dia, aproximadamente. É imaginar o que de bom respirar assim poderia trazer às nossas vidas, nem que fosse uma ínfima fração dos totais diários. Vamos a isso?