Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Há Em Nós Qualquer Coisa

Vidas de 400 palavras.

Há Em Nós Qualquer Coisa

Vidas de 400 palavras.

Outono na Portagem.

Na Portagem chegou o outono. Árvores carpideiras de folhas secas de sol e vento soprados do topo do castelo, choram o verão que já se foi, onde relembram, despidas, os dias fogosos de calor humano a banhos.
No musgo verde vivo que cobre a velha ponte romana, que oculta séculos de passagens, no cimo de fraturas de quem suporta o calcorreio incessante das voltas dos fins de semana, do “hermano” barulhento e franco que fala todas as palavras do seu léxico em cada tirada, ou do portalegrense que desenferruja o seu carro, companheiro de duas décadas, conduzindo devagar, como o tempo se esguia até ao anoitecer.
A tranquilidade da água. Espelho cristalino da alma, que reflete o que somos e que nos faz esquecer um pouco a interioridade que nos castiga, fazendo lembrar um qualquer "resort" à beira-mar de país tropical. Mas não é. É melhor. Mas está frio. O ruído da água que pula após salto animado da ponte é agora substituído pela quase ausência de som. O regato que corre sem parar, de água gélida e limpa tranquiliza o seu visitante.
A Portagem é isto e muito mais. É realmente uma terra de transição, de mudança, de investimento seguro nos seus recursos naturais, agradando a quem a visita e a quem a preserva.
Na Portagem chegou o outono, ansiando por mais um verão.
Mas eu gosto assim.IMG_20181201_165639.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.